NAVE-gar Jucu é desdobramento do projeto “Cartografia Afetiva do Rio Jucu” que desde 2012 navega como nomadismo artístico em incursões pelas cidades da Bacia Hidrográfica do Rio Jucu. Nestes mergulhos pelo território vem nutrindo e produzindo narrativas, linguagens e técnicas artísticas, navegando pela fotografia, vídeo, desenho, animação, performance, oralidade, sonoridade, propondo sinestesias entre elas e em conexão com a ecopedagogia.

SEGUIREMOS A CORRENTE em 2017, agora submergindo nos modos coletivos e locais de construção e transmissão de saberes, tecnologias, culturas e redes de cuidados com ecossistemas naturais e sociais.

EMERGIREMOS nossa reflexão sobre o cuidar na construção de uma NAVE, espécie de dispositivo móvel de cultura livre, livro – objeto, caixa, barco, rede social afetiva descentralizada, analógica e de código aberto capaz de navegar entre espaços de cultura, arte e educação, articulando:

o conhecimento
{a tecnologia e a arte como artesanato desmontáveis, apreensíveis e transformáveis, desde o papel e lápis ao router wi-fi }

o brincar
{ o jogo como arte e técnica de criação de mundos, um portal para o entendimento das multiplicidades e como instrumento para criar outros mundos}

A arquitetura deste dispositivo se realiza desde uma pesquisa coletiva entre grupos e pessoas afins, na busca por outras ecologias do saber e da conexão entre as cidades deste território de afetos cortado por um mesmo fluxo de vida: o Rio Jucu.

MUTIRÃO


 

Este é um chamado para o mutirão online de construção da NAVE. Ajuda a compor uma cartografia afetiva do rio Jucu.

Laboratório de Navegação 24 de Junho

Mais um ciclo de Navegação! Participa!

Convocatória Fluxos

A NAVE ficou pronta e em maio Navegamos pela Bacia Hidrográfica do Rio Jucu.

Convocatória Nascente

Você pode participar de muitas maneiras: habitando a nave digital, fazendo divulgação boca a boca, sendo um nó do fluxo das naves-caixas…

Sobre Jucu

O Rio Jucu não é apenas um curso d’água
O Rio Jucu é tudo aquilo que pode morrer caso esse curso d’água deixe de existir
Assim como o fluxo das águas carrega informação
Somos nós mesmos fluxo informativo
Nossos saberes se interconectam
A destruição e contaminação do território
é destruição e contaminação de saberes, idéias e fazeres

Quando os agrotóxicos escorrem para o rio
são corroídas histórias celulares milenares
Quando corre o esgoto para o rio
são misturados todos os males ao ser maior, a água
Quando uma semente transgênica é semeada
são negados saberes crioulos
Quando é plantado um monocultivo de eucalipto
são fortalecidos os monocultivos mentais

Não podemos separar-nos da água
Somos água
Não podemos separar-nos dos alimentos
Somos semente
Não podemos separar-nos da flora
Somos mata
Não podemos separar-nos da fauna
Somos bicho
Como nos sentimos quando tomamos água contaminada?
Como nos sentimos quando contaminamos a água ?

Mergulho!

Receba notícias no seu e-mail

Ou escreva-nos aqui

4 + 2 =

Skip to toolbar